Nós Somos...

Nós Somos...

Por todas as vidas que um dia conhecemos e de alguma forma ajudamos a Recuperar.Por todos aqueles que nos apoiam e sempre nos apoiaram de alguma forma, provando que também acreditam na Recuperação.Por todos amigos que fizemos, que estiveram e que ainda estão conosco nesta árdua caminhada.Por um mundo sem o flagelo de uma grande infelicidade, que assola a humanidade nos dias de hoje e que se chama “DROGA”.Por todos aqueles que partiram sem vislumbrar a Luz da Recuperação.Por toda ESPERANÇA, todo AMOR e toda em um mundo LIMPO, onde prevalecerá a dignidade e o respeito pela vida.

Por Hoje... e Só por Hoje;

Somos a Raios de Sol; sempre acreditando que Viver, Vale a Pena!

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

RAIOS DE SOL COM NOVOS CANAIS DE CONTATO

A RAIOS DE SOL ESTÁ COM NOVOS CANAIS DE CONTATOS,
À SUA DISPOSIÇÃO PARA MELHOR LHE ATENDER!


Fixo  (0**19) 3826-4849
Claro (0**19) 98916-1372
Vivo  (0**19) 97160-5246-(Whatsapp)

Guarde na sua agenda!
Compartilhe!
Nunca se sabe quando iremos precisar; ou ajudar a salvar uma vida!

sexta-feira, 14 de abril de 2017

NOSSO NOVO SITE JÁ ESTÁ NO AR!!!

É com muita satisfação e alegria que estamos lançando nosso novo site.
Mais dinâmico e interativo, você poderá acessar nosso site em qualquer lugar do Mundo, em seu computador, tablet ou smartphone.
O endereço é : 


Acesse agora e conheça um pouco mais da nossa Comunidade Terapêutica Raios de Sol; interaja com a gente também pelo nosso site, deixe sua mensagem, clic no link para curtir, veja as fotos das nossas novas instalações e muito mais.
Acesse agora, estamos te esperando de braços abertos; afinal, com a Raios de Sol
VIVER, VALE A PENA!

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

VIDAS DESTRUÍDAS; ATÉ QUANDO?

DADOS SOBRE O USO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS NO BRASIL

O assunto é contemporâneo; e cada vez mais vemos pessoas envolvidas ou vidas destruídas.
A pergunta é: Até quando?
Milhões de pessoas já se encontram na dependência ativa; bilhões de pessoas estão envolvidas direta ou indiretamente.
Não existe mais esse ou aquele que possa dizer: "Não é problema meu"...
DROGAS E ALCOOLISMO, um mal que já é parte da vida de todo mundo; Educação e Informação podem ser armas fundamentais nessa "guerra silenciosa". Porém, "FELIZMENTE!", já se percebe uma mobilização mundial na direção de se enfrentar o problema e também pela busca de soluções.
CABE UM ALERTA
 Bebida alcoólica continua sendo a mais mortal e perigosa dentre todas as outras espécies de drogas.

Observem o resumo de alguns dados interessantes e atualizados sobre uso das três mais populares, e mais consumidas, substâncias no Brasil.

O LENAD (Levantamento Nacional de Álcool e Drogas) é um levantamento realizado pelo INPAD (Instituto Nacional de Políticas Públicas do Álcool e Outras Drogas) da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo); financiado pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).
A segunda LENAD foi realizada escolhendo aleatoriamente indivíduos com 14 anos ou mais de todo território brasileiro. Um total de 4.607 entrevistados responderam sigilosamente a um questionário padronizado com mais de 800 perguntas que avaliaram o padrão de uso de álcool, tabaco e drogas ilícitas, bem como fatores associados com o uso problemático, como depressão, suporte social, saúde física, violência infantil e doméstica entre outros.
Os dados a seguir foram retirados do site do INPAD, e representam alguns resultados preliminares do LENAD. Confira aqui o estudo na íntegra >> 

ÁLCOOL

Hábitos de consumo

  • 64% dos homens e 39% das mulheres adultas relatam consumir álcool regularmente (pelo menos 1x por semana).
  • Efeitos prejudiciais de beber

    • 32% dos adultos que bebem referiram já não ter sido capaz de conseguir parar depois de começar a beber.
    • 24% ainda acha que não tem problema dirigir quando se está apenas começando a sentir os efeitos da bebida alcoólica.
    • 25% da população geral relata sintomas de depressão. Entre bebedores problemáticos (consomem 6 ou mais doses por ocasião), este percentual passa para 41%.
    • 5% da população brasileira já tentou o suicídio. Dentre estes, 24% relataram ser relacionados ao consumo de álcool.
  • MACONHA

    Hábitos de consumo

    • 7% da população adulta já experimentou maconha na vida.
    • 3% da população adulta relatou uso de maconha no último ano.
    • Quase 4% da população dos adolescentes já usou maconha pelo menos uma vez na vida, e a taxa de uso no último ano foi de 3% (mesma prevalência encontrada na população adulta).
    • Quase 40% dos adultos usuários de maconha são dependentes.
    • 1 em cada 10 adolescentes que usa maconha é dependente.
    • Mais da metade dos usuários experimentaram pela primeira vez antes dos 18 anos.
    • 17% dos adolescentes que usaram no último ano conseguiram maconha na ESCOLA.
  • COCAÍNA

    Hábitos de consumo

    • Quase 4% da população adulta já experimentaram alguma apresentação de cocaína na vida. Este índice foi de 3% entre adolescentes.
    • No último ano, a prevalência de uso dessa droga atingiu 2% dos adultos e 2% dos adolescentes.
    • A cocaína usada pela via intranasal (cheirada) é a mais comum, já tendo sido experimentada por 4% dos adultos, enquanto 2% a usou desta forma no último ano.
    • Quase metade dos usuários (45%) experimentaram cocaína pela primeira vez antes dos 18 anos de idade.
    • A percentagem de usuários de cocaína se mantém constante entre as regiões (Norte=1,9%; Nordeste= 2,1%; Sudeste=2,2% e Centro-Oeste=2,6%), com a exceção da região Sul que apresenta o menor índice (0,7%).
    • Nosso país representa o segundo maior mercado de cocaína do mundo quando se trata de número absoluto de usuários.
    • O Brasil representa 20% do consumo mundial e é o maior mercado de crack do mundo.
VIVER, VALE A PENA; E VOCÊ TAMBÉM PODE AJUDAR A PROVAR ISSO. 
DEPENDÊNCIAS LÍCITAS E ILÍCITAS, DIGA "NÃO"!!!


INFORMAÇÕES COMPLETAS E DETALHADAS CLICK: